Os 4 fatores-chave de sucesso para o varejo da moda

Os 4 fatores-chave de sucesso para o varejo da moda

Há alguns anos falar de moda era uma exclusividade da pequena parcela de pessoas que conseguia ter acesso aos desfiles, e dos profissionais das revistas especializadas conseguiam obter informações sobre os lançamentos e novidades. Com a globalização e a popularização da internet, essa lógica mudou um pouco.

Hoje em dia, consumidores e pessoas interessadas na moda conseguem ter contato com centenas de informações diferentes sobre o segmento. Desfiles são transmitidos em tempo real, formadores de opinião publicam suas visões nas redes sociais, enquanto a imprensa especializada continua comunicando suas novidades nos seus canais on e offline.

Isso sem falar nos blogs de moda, que fazem chegar ao público opiniões honestas e verdadeiras de pessoas que, não fosse o fácil acesso à internet, seriam apenas meros consumidores. São publicações que representam nichos, desde aqueles que desejam acompanhar tendências ou buscar um consumo sustentável, até os que valorizam conceitos ou as grandes marcas renomadas.

Enfim, o mercado do varejo da moda é bastante variado e permite que empreendedores invistam nos formatos e nichos mais variados. Independentemente disso, se você é um desses empreendedores, posso afirmar que existem medidas que você pode tomar para melhorar o atendimento aos seus clientes e agregar mais valor ao negócio.

Recentemente tive acesso a um material do Sebrae/MG, que lista alguns fatores que eles consideram chave para o sucesso de uma empresa neste segmento. Achei bem interessante os pontos levantados por eles, e por isso resolvi compartilhar alguns deles aqui com você. Veja só!

1. Vender online e offline

A cada dia que passa as lojas de vários segmentos estão percebendo que não há mais como se dedicar ao varejo sem investir na venda online. Mais do que isso, há uma necessidade de pensar a integração entre as experiências online e offline. Mesmo porque existem consumidores para comprar em ambos os canais, e todos eles desejam ter experiências agradáveis, independentemente da forma como escolheram comprar.

Para que um cliente se identifique com seu negócio no varejo da moda, é importante que você ofereça a ele uma experiência positiva nos diversos pontos de contato que ele pode ter com o negócio. Implementar essa lógica de pensamento, no entanto, não é uma tarefa fácil. É preciso planejamento para identificar qual a melhor forma de fazer isso.

Em ambos os ambientes, aproveite as visitas de seus consumidores para entender melhor o que eles buscam e de que forma sua marca pode oferecer essa proposta de valor. Na parte da comunicação, vale a pena preparar toda a divulgação com antecedência de forma que seja possível construir um relacionamento entre marca e cliente. Com isso será muito mais simples oferecer o que o cliente deseja, e em uma lógica que proporcione uma experiência muito mais satisfatória.

2. Trabalhar as datas comemorativas

Datas comemorativas são alguns dos principais momentos do ano para quem investe no varejo. Dia dos pais, dia das crianças, dia dos namorados, dia das mães e Natal são apenas algumas delas que podem ser oportunidades para você oferecer produtos e promoções diferenciadas para o consumidor.

O relacionamento com o cliente que citei no item anterior, inclusive, pode ser uma ótima fonte de levantamento de datas importantes para o seu público-alvo. Isso significa ficar atento a todas as datas importantes para o seu público, de forma que seja possível facilitar a vida dele com ofertas de bons produtos para ele presentear. Uma estratégia simples e que pode render muitos bons negócios para quem investe no varejo da moda.

3. Ter atenção às tendências

Quem atua com o varejo da moda, em especial o fast fashion, precisa estar sempre informado sobre as principais tendências das passarelas, novelas e o que os principais formadores de opinião estão falando sobre o segmento.

Essa é uma das principais estratégias para analisar o que pode ter mais saída na loja e quais produtos tem maior chance de ficarem parados. O giro de produtos no segmento pode ser muito rápido, e é a atenção a esses detalhes que pode ajudar o seu negócio a ter melhores resultados em vendas.

Existem profissionais especializados na busca por tendências — os chamados Cool Hunters. Manter contato com aqueles direcionados ao varejo da moda, assim como acompanhar os canais de comunicação onde eles emitem opiniões, são duas atitudes simples de implementar e que podem trazer um ótimo retorno.

4. Organizar bem a vitrine

Aposto que em algum dia na sua vida você passou em frente a uma loja e acabou entrando — mesmo sem ter se planejado para isso — pois a vitrine chamou sua atenção. Dados do Sebrae, inclusive, mostram que vitrines bem planejadas e produzidas podem contribuir com até 80% das vendas de uma loja. Impactante, não é mesmo?

Vitrines são consideradas ferramentas de marketing das mais rápidas e acessíveis. Quando bem elaboradas, elas podem ser determinante para uma conversão de venda. É ela quem transmite a qualidade dos produtos, a limpeza da loja e a organização, que juntas podem ajudar a direcionar ao público as promoções ideais.

Para lojas que não estão dentro de shoppings vale a pena também pensar na fachada. Para aumentar as chances de um novo cliente entrar no estabelecimento é importante verificar a estrutura da calçada e a manutenção do jardim em frente. Da mesma forma a iluminação e a exposição da logomarca não podem ser esquecidas nesse processo.
 
 
Fatores-chave são aqueles que podem influenciar de forma determinante na capacidade de um negócio em prosperar ou não. Empresas grandes ou pequenas precisam ter atenção com todos os pontos que podem impactar na competitividade do negócio. Em especial quando falamos de um setor tão concorrido como é o caso do varejo da moda.

A intenção aque foi justamente chamar a sua atenção para alguns pontos fundamentais do segmento e que podem ser determinantes para o seu sucesso. Espero que você tenha gostado e que os pontos colocados aqui façam sentido para o dia-a-dia da sua empresa.
 
 
Fonte: Clube SEBRAE

Impressora Fiscal Epson TM-T900F por R$1.799,00 (à vista).


Impressora Fiscal Epson TM-T900F

A Impressora Fiscal Epson TM-T900F é o modelo ideal para atender a alta demanda de impressão do varejo. Atende à nova padronização de comandos do convênio ICMS 09/09, e também, dispõe de ferramentas de softwares que facilitam a migração dos aplicativos que já utilizam as DLLs Epson para impressoras do convênio anterior.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *