4 passos para criar um guia para organização da loja

4 passos para criar um guia para organização da loja

Para desenvolver táticas de merchandising realmente efetivas é fundamental conhecer muito bem seu mix de produtos, entender o comportamento do consumidor e o potencial do espaço disponível em seu estabelecimento. Esta é a base deste artigo, em que revelamos um passo a passo para ajudá-lo a criar um guia para organização da loja.

Além de ajudar a direcionar melhor as suas estratégias de merchandising, o guia para organização da loja vai ajudar a orientar seus vendedores a aproveitarem ao máximo o potencial do seu PDV e a manterem a organização em dia.

Que tal? Vamos lá?

Vantagens de se ter um guia para organização da loja

“Por que eu deveria me preocupar em criar um guia para organização da loja?“, você pode estar se perguntando.

Bem, saiba que esse documento pode se refletir em um diferencial estratégico importante para o seu negócio. Afinal, ao desenvolver o guia para organização da loja, você irá:

⇒ Trabalhar melhor os pontos fortes do seu estabelecimento – e amenizar os pontos fracos.
⇒ Entender de verdade o comportamento do consumidor dentro da loja.
⇒ Aproveitar ao máximo o potencial do seu mix de produtos.
⇒ Garantir que a loja permaneça organizada.

Vantagens muito interessantes, não é mesmo?

A seguir, aprenda o passo a passo para desenvolver esse documento.

Como criar um guia para organização da loja

O desenvolvimento deste manual exige que você pare, estude e avalie muito bem o espaço do estabelecimento, o comportamento dos clientes e as funções e ligações entre os seus produtos.

Siga os passos citados abaixo para criar o seu guia para organização da loja!

1 – Estude o fluxo de clientes na loja

– Como os clientes caminham em sua loja?

– Quais são os espaços mais movimentados?

– E quais são as áreas “frias”?

As respostas a essas perguntas o ajudarão a levantar informações importantíssimas para aproveitar melhor todas as áreas do seu estabelecimento.

A partir dessa análise, você irá entender quais são os espaços em destaque e também quais são as regiões que precisam de ajustes em sua loja. Pode ser, por exemplo, que determinada área precise de mais iluminação ou mais espaço para os clientes caminharem.

Com base nisso, ao desenvolver o guia para organização da loja, desenhe uma planta do seu estabelecimento, indicando as áreas quentes, em que os produtos em destaque devem estar posicionados.

2 – Defina as categorias de produtos

Você já ouviu falar em gerenciamento por categorias de produtos?

Este é um método de gestão utilizado para agrupar produtos relacionados, que ofereçam funcionalidades parecidas, substitutas e/ou complementares.

Essa estratégia visa aproveitar ao máximo o potencial do mix de produtos e facilitar a experiência de compra do cliente por meio de um PDV organizado estrategicamente.

Para definir as categorias de produtos da sua loja, você pode separar os produtos por:

– Funções;
– Complementos;
– Acessórios;
– Públicos;
– Ambientes;
– Tipos de produtos;
– E assim por diante, de acordo com as características dos itens do seu mix.

Por conta disso, um mesmo produto pode fazer parte de diferentes categorias. Batedeiras, por exemplo, são da categoria de itens para cozinha, mas também são complementares a liquidificadores e são do tipo “eletrodoméstico”.

Ao conhecer melhor as categorias dos produtos do seu negócio, você poderá determinar no guia para organização da loja quais são as áreas destinadas a quais segmentos de produtos.

3 – Crie planogramas

Planograma é outro conceito importante para a criação do seu guia para organização da loja. Planogramas nada mais são do que representações gráficas de como os produtos devem estar dispostos no PDV.

Um planograma deve incluir informações como:

– Posicionamento dos itens nas prateleiras.
– Distanciamento entre os produtos.
– Limites de altura e número de itens.
– Condições especiais para determinados produtos (longe do calor, por exemplo).
– E outras informações importantes.

Com isso, você irá estabelecer um padrão para a disposição dos produtos na loja, criando um visual mais limpo e organizado.

4 – Defina as melhores práticas a serem seguidas no dia a dia

Por fim, é fundamental que o guia para organização da loja traga direcionamentos para que os profissionais possam utilizar o PDV de maneira estratégica e também ajudar a manter o merchandising em dia.

Exemplos de orientações que o documento deve ter neste sentido:

— Como manter os produtos organizados (com base na categorização e no planograma).
— Indicações de produtos relacionados que estejam localizados próximos.
— Como guiar os clientes na loja para eles explorarem todos os espaços disponíveis.
— O que fazer caso se note algum problema na estrutura do PDV (luzes queimadas, mostruários com defeito ou móveis quebrados, por exemplo).

Dessa forma, sua equipe de vendas estará equipada para aproveitar o potencial das estratégias de merchandising e também para contribuir para a manutenção do PDV.

Então, pronto para colocar essas dicas em prática e criar o seu guia para organização da loja? Acredite: ter processos bem definidos e padronizados vai trazer mais eficiência e produtividade ao seu negócio.
 
 
Fonte: Gazin Atacado

Boas vendas!

Impressora Fiscal Epson TM-T900F por R$1.799,00 (à vista).


Impressora Fiscal Epson TM-T900F

A Impressora Fiscal Epson TM-T900F é o modelo ideal para atender a alta demanda de impressão do varejo. Atende à nova padronização de comandos do convênio ICMS 09/09, e também, dispõe de ferramentas de softwares que facilitam a migração dos aplicativos que já utilizam as DLLs Epson para impressoras do convênio anterior.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.